BRAHNAC – A Terra Mágica é uma obra desenvolvida em dois planos, ou seja, duas dimensões paralelas, com toques de mitologia grega e celta encabeçando o enredo, tendo em um dos planos uma abordagem medieval.

Seus personagens, portanto, têm características próprias a cada um dos planos. Os que pertencem ao chamado “mundo humano”, são, digamos, mais próximos à nossa realidade, à nossa cultura. Um exemplo claro disso, que vocês poderão perceber no primeiro capítulo, diz respeito ao cotidiano escolar vivido pelos colegas da Clarice, apresentando alguns hábitos e costumes segregados em grupos, como é o caso da turma da Bia (amiga íntima da Clarice, quase meio irmã), que são fãs de animes e mangás (cultura oriental).

Já em BRAHNAC… Bem, vocês irão descobrir!

Outro detalhe importante: os personagens foram bem explorados e desenvolvidos com extremo cuidado, desde a avaliação dos nomes (condizentes às características físicas e psicológicas, incluindo pesquisa de significado e composição entre um ou mais, em latim/grego) até a formatação das personalidades, alguns apresentando amadurecimento ao longo da estória. Os adjacentes também têm sua importância revelada, não sendo “figurantes” sem passado (no entanto, sem o mesmo enfoque dos personagens principais).

Personagens Principais:

CLARICE – Protagonista
BIA (Beatriz)
DONA LENA (Madalena)

Contempla, ainda, alguns arquétipos da mitologia, entre outros que a imaginação permitiu criar.